1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Homicídios caem e latrocínios aumentam no Estado de São Paulo

Luciano Bottini Filho - O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2014 | 15h 59

Foram 385 vítimas de roubos seguido de mortes registradas em 2013; casos de homicídios baixaram 8% em relação ao ano passado

SÃO PAULO - O número de vítimas de latrocínio (roubo seguido de morte) atingiu em 2013 o maior índice em nove anos no Estado de São Paulo, enquanto que o número de casos de homicídio caiu 8,2% em 2013, em comparação com o ano passado. 

Segundo estatística criminal divulgada nesta segunda-feira, 27, pela Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, foram 385 mortes por latrocínio registradas no ano passado, inferior apenas ao número de vítimas de 2004, quando foram registradas 390 mortes. Na comparação com 2012, quando tiveram 352 vítimas, as mortes por latrocínio subiram 9,38%.

Em relação aos homicídios, foram 4.439 casos ante 4.836 em 2012. O número de furtos no geral permaneceu praticamente estável na comparação anual, com uma redução de 0,4%, de 545,3 mil casos em 2012 para 542,8 mil no ano passado. 

Os dados mostram ainda alta de 8% no número de roubos em geral em todo o Estado. Os casos subiram de 237.915 ocorrências em 2012 para 257.054 no ano passado, o maior índice desde 1999, início da série histórica das estatísticas da Secretaria da Segurança Pública. Da mesma forma, o número de furto e roubo de veículos saltou 10,14%, de 195.685 casos em 2012 para 215.525 em 2013, o maior índice desde 2001.