1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Homem vira 'herói' após salvar criança em Francisco Morato

- Atualizado: 11 Março 2016 | 22h 56

Pais da menina, de 7 anos, estavam deitados quando uma parede caiu em cima da cama; segundo vizinhos, casal morreu na hora

FRANCISCO MORATO - O segurança Wender Costa, de 19 anos, virou para os vizinhos o “herói da Rua Raul Pompeia”, em Francisco Morato, após quebrar uma janela de vidro para salvar Alicia, uma menina de 7 anos. Com as chuvas, por volta de 0h30 desta sexta, a rua foi invadida por lama e a casa da criança desabou. Os pais, a dona de casa Flávia e o açougueiro Alexandre, estavam deitados quando uma parede caiu em cima da cama. Segundo os vizinhos, o casal morreu na hora.

Costa ouviu os estalos das casas e o estrondo de uma encosta. Ele conta que saiu correndo para a rua e escutou os berros de uma criança. “Era a filha mais nova do casal gritando por socorro. Eu entrei na casa, quebrei o vidro da janela, puxei a grade e peguei a Alicia nos braços. Ela estava chorando, me abraçou forte e disse ‘meu pai e minha mãe morreram’.”

Para a analista de sistemas Michele Santana, de 19 anos, vizinha do segurança, Costa foi o “herói que evitou uma tragédia ainda maior”. Segundo os vizinhos, na casa moravam seis pessoas. Além do casal que morreu no desabamento, ali viviam seus filhos - além de Alicia, Guilherme, de 17 anos -, a nora, Amanda, e a neta, Maria Eduarda, de 1 ano.

Pelo menos 18 pessoas morreram e 6 estão desaparecidas, após as as fortes chuvas que atingiram o Estado de São Paulo nesta sexta-feira. 

Chuvas deixam mortos na Grande São Paulo
Roberto Stuckert Filho/Divulgação
Franco da Rocha

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou em 12 de março áreas atingidas pela enchente em Franco da Rocha, a 45 quilômetros da capital paulista

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX