1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Homem suspeito de estuprar criança tem o pênis cortado no interior de SP

Chico Siqueira - Especial para O Estado

06 Maio 2014 | 16h 53

A polícia procura os autores do crime; Francisco de Castro teria abusado de menina de 3 anos

ARAÇATUBA - A Polícia Civil de Severínia, no interior de São Paulo, tenta identificar os suspeitos de cortar o pênis do caseiro Francisco de Souza de Castro, de 66 anos. Ele também teve três dedos de uma das mãos cortados.

Castro é acusado de ter abusado de uma menina de três anos, que no domingo, 3, tinha sido levada pelos avós para se divertir em uma fazenda de Severínia, onde o homem trabalha como caseiro. Ao chegar domingo à noite em casa, a mãe percebeu o abuso.

O caseiro continua internado na Santa Casa de Barretos. Médicos do hospital não conseguiram reimplantar o órgão genital de Castro e tentavam refazer a ligação dos três dedos que foram cortados.

"Pelos relatos que recebi do IML e pelas declarações da criança, houve estupro de vulnerável", afirmou o delegado responsável pelo caso Marcelo Pupo. A polícia espera ouvir o caseiro nesta terça-feira. "Ele estava consciente e certamente saberá dizer quem foram os justiceiros", afirmou o delegado, que suspeita de parentes da criança.

A delegada da Mulher de Severínia, Maria Tereza Vendramel, diz que só poderá afirmar a existência de crime de estupro após receber o laudo do IML, mas antes pretende ouvir testemunhas e a mãe da criança. "Recebemos o caso hoje (terça-feira) e estamos iniciando as apurações", disse.

  • Tags: