Homem ergue e remove carro que parou sobre ciclovia em São Paulo

Empresário é hexacampeão de 'strongman'; vídeo com ação na região do Ibirapuera teve mais de 2,7 milhões de visualizações

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

28 Julho 2015 | 20h37

SÃO PAULO - A cena de um homem erguendo um carro com as próprias mãos para retirá-lo de uma ciclovia surpreendeu ciclistas e pedestres no último domingo, na região do Parque do Ibirapuera, na zona sul da capital. A ação foi filmada e passou a ser compartilhada nesta terça-feira, 28, nas redes sociais. Até as 20h40, o vídeo já ultrapassava 2,7 milhões de visualizações no YouTube.

O responsável pela ação foi o empresário Marcos Mohai, de 38 anos, que também é vereador pelo PSDC em Peruíbe, no litoral paulista. “Estava fazendo um passeio de bicicleta com uns amigos e vi uma multidão indignada, todo mundo procurando o dono do veículo. Resolvi ir lá e remover o carro”, disse.

No vídeo é possível ouvir a vibração das pessoas que presenciaram a remoção do carro, um Fiat Uno. Mohai diz que apoia as ciclovias por ser um defensor das atividades esportivas. “Eu sou um atleta e me interesso muito por esporte e por todas as ações ligadas ao esporte. A minha cidade tem ciclovia e acredito que temos de dar condições para que o ciclista possa praticar suas atividades.”

Mas levantar um carro popular não foi exatamente uma façanha para o empresário, que é hexacampeão de “strongman”, também chamado de atletismo de força, categoria na qual o atleta demonstra sua força por meio de diversas atividades. Ele diz que sua meta no futuro é puxar um avião. “Ninguém vivenciou isso até hoje”, afirma.

Cicloativista do site Vá de Bike, William Cruz diz que os motoristas que param em cima das ciclovias podem fazer com que os ciclistas se envolvam em acidentes. “Quando vai desviar de um carro, o ciclista precisa ir para a via, muitas vezes na contramão, e ele pode se ver de frente com outro carro.” Cruz diz entender a atitude de Mohai. “É uma situação que gera revolta de quem se vê ameaçado.”

Mais conteúdo sobre:
ciclovia carro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.