Grupo usa retroescavadeira em assalto frustrado em SP

Testemunha viu ação dos criminosos e ligou para a polícia; PM acredita que crime tenha sido abortado

Ricardo Valota, Central de Notícias

26 Novembro 2009 | 08h29

Com o objetivo de roubar um caixa eletrônico, suspeitos arrombaram nesta madrugada, com o uso de uma retroescavadeira, a loja de uma drogaria no Parque Paulistano, na região de São Miguel Paulista, extremo leste de São Paulo.

O Centro de Operações da Polícia Militar (PM) acionou viaturas até o endereço após receber o telefonema de uma pessoa que disse ter testemunhado a ação da quadrilha. Os policiais acreditam que a tal testemunha seja algum vigilante noturno ou alguém que tivesse capacidade de afugentar o grupo, forçando os criminosos a abortar a ação.

No momento em que os policiais chegaram ao local, o caixa eletrônico e a retroescavadeira estavam abandonados na rua. A polícia não localizou os suspeitos nem a testemunha que ligou para o 190. Uma perícia será feita para que seja apurado se algum valor foi levado do caixa. O caso foi encaminhado ao 22º Distrito Policial (DP), de São Miguel Paulista.

 

Em agosto, um grupo invadiu uma empresa e fez 18 pessoas reféns para roubar uma retroscavadeira na zona norte paulista. No entanto, enquanto criminosos estavam numa rua ao lado de uma agência bancária, o veículo despencou do caminhão e tombou. Os suspeitos escaparam. Como os bandidos não levaram nada além do trator, as testemunhas acreditavam que o veículo seria usado para arrombar algum local que seria assaltado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.