Grupo reúne até alunos de escola privada

As bandeiras e as camisetas do PSTU e da União da Juventude Socialista pontilhavam o protesto da Marginal do Pinheiros, mas a maioria dos manifestantes era de estudantes dos ensinos médio e superior. Ontem, a massa ainda foi engrossada por grêmios estudantis de escolas particulares e alunos da Universidade de São Paulo (USP). Muitos dos manifestantes, vale ressaltar, são de escolas públicas. Desde 2006, o Movimento Passe Livre (MPL) organiza grandes atos em São Paulo contra a tarifa do transporte público. O grupo é ramificado em outros Estados, com presença mais forte em Santa Catarina.

O Estado de S.Paulo

08 Junho 2013 | 02h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.