Governo de SP irá indenizar família de motoboy torturado em quartel

Eduardo dos Santos foi encontrado morto três horas após ser abordado por PMs na zona norte

Central de Notícias

30 Abril 2010 | 19h54

SÃO PAULO - O Governo de São Paulo autorizou o pagamento de indenização à família do motoboy Eduardo Luiz Pinheiro dos Santos. Ele foi encontrado morto com traumatismo craniano e hemorragia à 0h10 do dia 10, três horas após ser abordado por PMs e levado para a 1ª Companhia do 9º Batalhão, na Casa Verde, zona norte de São Paulo.

 

Veja também:

linkJustiça decreta prisão de 12 PMs suspeitos do assassinato

linkChefe da PM pede desculpas por morte de motoboy

 

O decreto, assinado pelo governador Alberto Goldman nesta sexta-feira, 30, determina que um Grupo de Trabalho no âmbito da Procuradoria Geral do Estado será instituído para que no prazo de trinta dias, contados a partir da designação de seus membros, seja feita a proposta de valores de indenização.

 

Farão parte deste grupo de trabalho o procurador Geral do Estado, que vai coordenar os trabalhos, dois procuradores, um representante da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e outro da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo.

 

O decreto do governador será publicado neste sábado, no Diário Oficial do Estado.

Mais conteúdo sobre:
PM tortura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.