1. Usuário
Assine o Estadão
assine

GCM vai monitorar e multar irregularidades em ciclovias

Luiz Fernando Toledo - O Estado de S. Paulo

22 Agosto 2014 | 00h 06

No dia do aniversário do Parque do Ibirapuera, Haddad diz que colocará 3 guardas a cada quilômetro de via restrita a bicicletas

Na comemoração dos 60 anos do Parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad (PT) disse que guardas-civis vão passar a multar irregularidades nas ciclovias da cidade. Ele anunciou que firmou uma parceria com a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para que faça ronda nas vias restritas a bicicletas e, depois de treinamento com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), possa aplicar as multas.

Segundo ele, o projeto será colocado em prática gradualmente ainda este ano. Além de fazer o monitoramento, haverá três guardas por quilômetro do equipamento, a começar pelo centro da cidade, disse Haddad. Depois das faixas de ônibus, a Prefeitura investe na implementação das ciclovias. Já foram instalados 20 km de pistas e a promessa é que atinja 400 km até o final do ano que vem. Além de críticas da população, a Prefeitura também enfrenta resistência e desrespeito por parte de motoristas e motociclistas.

Como mostrou reportagem do Estado no dia 13, a ciclovia já instalada no centro se transformou em uma "motofaixa" no horário de pico. Em duas horas no período do rush, 158 motoqueiros invadiram a faixa da Avenida São João, trafegando em alta velocidade e até no que seria a "contramão" das bikes.

Festa. Prefeitura organizou na quinta-feira um “parabéns a você” em frente à fonte multimídia, que teve show de luzes, projeções e música clássica. O parque, com 1,5 milhão de metros quadrados, é o mais badalado da cidade e chega a receber 150 mil pessoas no fim de semana.

O estudante Bruno Pereira Brandão, de 18 anos, levou o pai, a mulher e o filho de um ano para prestigiar o evento. Frequentador do parque, ele disse que se sente seguro no Ibirapuera. “Aqui tem muito policiamento. Venho sempre com toda a família”, contou.