Estadão
Estadão

GCM prende 4 por pichações com xingamentos a Doria no centro de SP

Homens foram encaminhados ao 2º DP, assinaram um termo circunstanciado e, depois, foram liberados

O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2017 | 10h41

SÃO PAULO - A Guarda Civil Metropolitana (GCM) deteve na madrugada desta sexta-feira, 20, dois homens e duas adolescentes que picharam xingamentos ao prefeito João Doria (PSDB) em uma mureta na Praça da República, na região central de São Paulo. Eles foram encaminhados por volta da 0 hora ao 2º Distrito Policial (Bom Retiro), assinaram um termo circunstanciado e foram liberados. 

Inicialmente a Polícia havia divulgado que eram cinco detidos, mas depois atualizou as informações. Os guardas receberam denúncia apontando que o muro estava sendo pichado e, ao abordar dois homens, de 28 e 37 anos, eles confessaram. Foi apreendida uma lata de tinta spray. Duas adolescentes, de 16 e 13 anos, também participaram da pichação. 

No sábado, 14, houve outro episódio. Câmeras de monitoramento da GCM no Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, flagraram um homem pichando uma das laterais do edifício. Uma equipe foi ao local e prendeu o homem. Foram encontradas três latas de tinta spray.

A ocorrência foi encaminhada ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), e um inquérito foi instaurado. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.