GARI TERÁ ROUPA VERDE

Novos uniformes incluirão ainda o cinza para os limpadores de bueiros

O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2011 | 03h05

Adeus, garis laranjinhas. A partir das 6 horas da próxima sexta-feira, dia 16, os varredores urbanos de São Paulo chegarão às ruas com novo visual. Os garis vestirão uniformes e bonés verde-escuro - ainda com as faixas reflexivas. Motoristas e bueiristas também estarão com modelos novos em cores diferentes: quem limpa bueiros e bocas de lobo estará de cinza.

A troca de cores será apresentada na quarta-feira, em solenidade da Prefeitura. Os uniformes, layouts das marcas e toda a identidade visual foi desenvolvida pelas empresas e aprovada pelo Departamento de Limpeza Urbana (Limpurb). O consórcio Soma (das empresas Delta, Cavo e Corpus) assumirá a porção noroeste da capital paulista. O consórcio São Paulo Ambiental (das empresas Revita (ex-Vega), Vital Engenharia (do grupo Queiroz Galvão) e Paulitec), por sua vez, atuará na região sudeste. Eles serão diferenciados por logotipos no macacão, porque a cor verde será única para todos - como o atual laranja.

A alteração atinge todo o kit de limpeza. Caminhões, lixeiras de mobiliário urbano, ecopontos, caçambas de entrega voluntária para coleta seletiva e carrinhos de lixo (lutocar)também terão novas cores. A dos carrinhos combinará com o uniforme: verde-escuro.

Avaliação. Uma novidade que ainda não será implementada são as notas dadas pela população. A partir de agora, por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) na internet, o paulistano poderá avaliar entre ótimo, bom, ruim e péssimo. A ideia da gestão Kassab é que, além dos agentes das subprefeituras, todos sejam vigilantes.

A avaliação será mensal e terá impacto direto no repasse de verbas da Prefeitura às empresas. Uma empresa de auditoria fará o controle./ F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.