Furtada em Cumbica, juíza persegue ladrões e 2 são presos

Peruanos e colombianos pegaram bolsa da mulher no check-in; é o 3º caso de estrangeiros flagrados roubando este mês

O Estado de S.Paulo

21 Março 2013 | 02h04

Mais uma quadrilha de estrangeiros foi pega praticando crimes em um aeroporto de São Paulo. Desta vez, dois peruanos e dois colombianos foram flagrados no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

É a terceira vez que isso acontece em menos de um mês - desde 26 de fevereiro, outros três colombianos e uma peruana foram presos em Congonhas, na zona sul da capital. Além disso, grupo de funcionários de empresa terceirizada que furtavam malas ainda dentro dos aviões em Cumbica foi desarticulado no começo do mês.

O crime de ontem aconteceu por volta das 7h com uma passageira que embarcava com a mãe e o filho de 9 meses para Nova York. Enquanto a família fazia check-in e despachava as malas, três ladrões se aproximaram e levaram a bolsa que estava no carrinho de bagagens. A passageira, uma juíza que pediu para não ter seu nome divulgado, percebeu a movimentação e correu atrás de três homens, interceptando-os já do lado de fora do saguão.

Gritando e pulando na frente dos três, a juíza conseguiu chamar a atenção de quem passava, dos seguranças e da polícia, que prendeu dois deles - um peruano e outro colombiano. O terceiro, que estava com a bolsa da vítima, conseguiu fugir com a ajuda do quarto comparsa, que o esperava em um Corsa.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), Osvaldo Nico Gonçalves, de janeiro até ontem já foram presos 45 estrangeiros envolvidos em roubos e furtos nos Aeroportos de Cumbica, Congonhas e Viracopos, em Campinas. / N.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.