1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Forte chuva volta a castigar São Paulo pelo 44.º dia seguido

estadao.com.br

04 Fevereiro 2010 | 16h 36

Temporal afeta principalmente bairros da zona leste, sul e oeste; córregos Aricanduva e Ipiranga transbordaram

Mais uma vez, a chuva não deu trégua. Toda a cidade de São Paulo entrou em estado de atenção às 16 horas desta quinta-feira, 4, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, por conta dos temporais. O alerta foi mantido até às 19 horas. Desde 1.º de dezembro, a capital tem sofrido com chuvas diariamente.

 

Veja também:

linkChuva deixa estragos no Zoológico e Jardim Botânico

linkTemporal e queda de árvores deixam 17 bairros no escuro

linkEm três dias chove 30% do esperado para fevereiro em SP

linkBombeiros acham corpo da 3ª vítima das chuvas desta quarta

linkChuvas garantem água para 8 milhões por dois anos, diz Sabesp

blog Blog do Trânsito: Acompanhe situação das ruas e estradas

 

Motociclistas se arriscam na rua Washington Luiz, em São Caetano, Grande SP. Foto: Paulo Pinto/AE

 

As regiões de Itaquera e Aricanduva, na zona leste, entraram em estado de alerta às 16h55, depois que o Rio Aricanduva transbordou. A Subprefeitura de Ipiranga também entrou em alerta às 17h05, após o transbordamento do Córrego Ipiranga. Os alertas vigoraram até às 18h45.

 

Chovia forte na zona leste, principalmente na Aricanduva e na Vila Formosa; na zona sul, nos bairros Vila Mariana, Ipiranga e Morumbi e na zona oeste, na região do Itaim Bibi e Butantã. Segundo o CGE, o Jardim Pantanal, alagado desde dezembro, também foi afetado, assim como as cidades que fazem divisa: Poá, Suzano, Itaquaquecetuba, Ferraz da Vasconcelos, Guarulhos e Arujá.

 

Veículos atravessam a avenida Ricardo Jafet, na zona sul da capital. Foto: Paulo Liebert/AE

 

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 18 horas São Paulo contabilizava 32 pontos de alagamento, 16 deles intransitáveis. Às 18h15, a cidade registrava 130 quilômetros de engarrafamento. O pior ponto estava na Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, na pista expressa, da Ponte do Jaguaré até a Ponte do Morumbi. Eram 9,4 quilômetros de lentidão.

 

O mau tempo também obrigou o Aeroporto de Congonhas, na zona sul, a fechar para pousos e decolagens às 16 horas, reabrindo às 17h23. Das 180 partidas programadas até às 18 horas, 17 (9.4%) registraram atraso e 12 (6.7%) foram canceladas.

 

QUEDA DE ÁRVORES

Uma árvore caiu e atingiu três veículos na Avenida República do Líbano, na altura do número 1190, na zona sul. Não houve feridos. Segundo o Corpo de Bombeiros, grande parte das chamadas atendidas pela corporação eram de pessoas ilhadas em áreas alagadas da cidade, principalmente nas regiões do Ipiranga e da Água Funda, também na zona sul.

Ontem, um homem morreu após o carro em que estava ser atingido por uma árvore de grande porte, por volta das 17h30, na alça de acesso à Ponte da Vila Maria para a Marginal do Tietê, sentido Rodovia Ayrton Senna.

 

TRANSPORTES

 

Os trens das linhas 1-Azul e 3-Vermelha do Metrô estavam circulando com maior intervalo. Os usuários da CPTM também enfrentam problemas, já que as linhas 12-Safira e 9-Esmeralda também foram afetadas pelo temporal. Ontem, a operação parou em algumas estações.

 

(Com Eduardo Roberto, Priscila Trindade e Maíra Teixeira)

 

Texto atualizado às 19h22.