Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Chuvas causam mais de 100 km de lentidão em SP e derrubam mais de 40 árvores

Em São Paulo, temporal atingiu o centro, as Marginais do Tietê e Pinheiros e as zonas oeste, leste, sul e norte; Bombeiros atenderam 47 chamados de queda de árvore

Renata Okumura e Paulo Beraldo, O Estado de S.Paulo

28 Março 2018 | 15h21
Atualizado 28 Março 2018 | 19h54

SÃO PAULO - As fortes chuvas que atingiram o centro, as Marginais do Tietê e Pinheiros e as zonas oeste, sul, leste e norte da capital paulista na tarde desta quarta-feira, 28, provocaram lentidão acima da média no trânsito, 23 pontos de alagamento e pelo menos 47 quedas de árvore. 

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 19h havia 106 quilômetros de lentidão entre as vias monitoradas pelo órgão. A média para o horário em um dia comum varia entre 65 e 94 quilômetros. 

+++ 'Obras não foram suficientes', diz Doria sobre chuva que causou 3 mortes em SP

O Corpo de Bombeiros informou que atendeu 47 chamados para quedas de árvore em diferentes pontos da cidade e 21 ocorrências de enchentes.  Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a cidade registrou 23 pontos de alagamentos nos momentos de maior precipitação. O estado de atenção em toda a cidade foi encerrado às 18h30. 

O transporte sobre trilhos também foi prejudicado pelas chuvas. No final da tarde, a Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) registrava problemas nas estações Primavera-Interlagos e Grajaú. O percurso foi feito por ônibus na frente das estações. 

O CGE reforçou que as pancadas de chuva foram formadas pela combinação do calor. A chegada da brisa marítima atuou com forte intensidade, principalmente nos bairros da Barra Funda, Lapa e Vila Leopoldina, na zona oeste. 

+++ Após destruição de casas em chuva, MP pede condenação de secretário de Doria por improbidade

Na zona norte, o mesmo quadro foi observado nos bairros Tucuruvi, Vila Maria e Vila Guilherme. A precipitação também foi forte na zona sul, principalmente em Santo Amaro, Vila Andrade e Campo Belo. Na Grande São Paulo, choveu forte em Cotia, Itapevi e Carapicuíba. 

O CGE alerta que essas instabilidades tem lento deslocamento e podem atingir outras regiões da capital paulista. Os próximos dias seguem com condições mais típicas do verão, ou seja, sol e calor com pancadas isoladas de chuva no fim das tardes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.