Filha se fere para salvar pai

Heroísmo

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2010 | 00h00

Com a mão enfaixada, Jozinete Oliveira, de 45 anos, procurava por notícias dos parentes que moravam nas nove casas no terreno de acesso do Morro do Bumba. Ela conseguiu salvar apenas o pai, de 87 anos, porque arrombou a porta e praticamente o forçou a sair de casa. "Eu feri minha mão e ele disse que queria morrer na casa dele. Não tinha tempo para discutir e o empurrei para fora", contou.

Ela contou que o deslizamento também soterrou casas no asfalto e uma creche com 30 crianças ainda funcionava na hora da tragédia. "Nos últimos dias, por causa do mau tempo e do trânsito caótico, as mães estavam chegando muito atrasadas. Mas não sabemos ao certo quantas crianças estavam na creche durante a avalanche."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.