Feriado põe Rodoanel à prova no 1º dia

Feriado põe Rodoanel à prova no 1º dia

Para especialistas, usar o Trecho Sul para ir ao litoral só será vantajoso para quem estiver perto dos acessos à nova via

Eduardo Reina, Rodrigo Burgarelli, O Estadao de S.Paulo

01 Abril 2010 | 00h00

A abertura do Trecho Sul do Rodoanel para o tráfego hoje, às 6 horas, deve representar economia de tempo para quem segue, por exemplo, do interior para o litoral paulista. O motorista paulistano, porém, terá de avaliar se a região de partida está próxima de um dos acessos à via e checar as condições de tráfego das principais vias da capital antes de escolher.

De acordo com estudos da Secretaria Estadual dos Transportes, o motorista deve gastar 58 minutos para percorrer os 93,4 quilômetros dos Trechos Oeste e Sul. Tempos de viagens deverão ser reduzidos e o usuário escapa de congestionamentos para cruzar a capital e seguir para as rodovias rumo ao litoral ou ao interior. Hoje, ao atravessar as vias da capital, seguir para as Marginais do Pinheiros e do Tietê e pegar as rodovias para o interior, ou o sistema Anchieta/Imigrantes, o menor tempo de trajeto é de pelo menos 50 minutos.

Litoral. Para o consultor em trânsito Alexandre Zum Winkel é mais prático utilizar os Trechos Oeste e Sul como rota para o litoral apenas para aqueles que já estão em estradas vindas do interior ou quem está ao lado dos acessos do Rodoanel. O mesmo vale para quem vem do litoral pelas Rodovias Anchieta e Imigrantes e tem como destino cidades do interior.

"Acho melhor quem está dentro da capital ou cidades da Grande São Paulo continuar a utilizar o viário metropolitano. É mais fácil, mas nunca o caminho mais curto. Só há vantagem em ir pelo Rodoanel para quem já está na estrada", explicou. A premissa não vale para caminhões.

Grande São Paulo. Já Horácio Figueira, também consultor em trânsito, acredita que será mais vantajoso para moradores de algumas áreas da Região Metropolitana.

"Moradores da Casa Verde e Brasilândia precisam checar o congestionamento na Marginal. Se estiver travada, é melhor seguir para a Rodovia dos Bandeirantes e depois para o Rodoanel. Na região oeste da Grande São Paulo, como Osasco, Alphaville e Barueri, a melhor opção é ir pelo Rodoanel. Já de bairros das zonas oeste e sul da capital, como Alto de Pinheiros, Lapa, Butantã e Morumbi, devem também checar as condições do trânsito, pois ambos os caminhos podem ser vantajosos."

Para o centro, bairros da zona sul como Itaim-Bibi e Moema e toda a zona leste de São Paulo não muda nada. "Continua com o caminho tradicional. Bairros da zona norte da capital e cidades próximas de Guarulhos, não vale a pena", comenta Figueira.

A estimativa do governo do Estado é que cerca de 16,5 mil caminhões e 55,5 mil veículos de passeio passem pelo Trecho Sul em dias úteis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.