LUIS MOURA/WPP/PAGOS
LUIS MOURA/WPP/PAGOS

Feriado de Tiradentes começa com chuva e estradas cheias

​Na Castelo Branco, um carro rodou na pista e capotou no km 143; trecho mais congestionado da rodovia, no início da tarde, ia do km 23 ao km 36, região de Itapevi

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

21 Abril 2017 | 14h51

SOROCABA - Motoristas que deixaram para pegar estrada na manhã desta sexta-feira, 21, para passar no interior o fim de semana prolongado pelo feriado de Tiradentes, pegaram congestionamento e chuvas fracas nas rodovias. A pista molhada causou acidentes.

Na Castelo Branco, um carro rodou na pista e capotou no km 143, altura de Cesário Lange, e os quatro ocupantes tiveram ferimentos leves. O trecho mais congestionado da rodovia, no início da tarde, ia do km 23 ao km 36, região de Itapevi. 

A Bandeirantes tinha 7 quilômetros de trânsito parado na passagem por Jundiaí. Já a Raposo Tavares estava travada na altura de São Roque, onde há obras de duplicação. Na Dutra, o motorista encontrava lentidão no trecho entre Caçapava e Taubaté, sentido Rio de Janeiro. A Fernão Dias, no trecho paulista, sentido Belo Horizonte, somava 21,5 km de congestionamento, em Atibaia, do km 44 ao km 29, e em Mairiporã, do km 64,5 ao km 58.

A Régis Bittencourt estava com 12 quilômetros de trânsito quase parado, do km 342 ao km 354, região da Serra do Cafezal, sentido de Curitiba. A concessionária instalou faixa reversiva no trecho, o que causou 2,5 km de lentidão também na pista sentido São Paulo. Quem seguia para a Baixada Santista não encontrava muito problema. A concessioná antecipou a Operação Descida, com sete faixas sentido litoral, para as 10 horas da manhã - a previsão inicial era 14 horas, e o tráfego fluía bem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.