Faria Lima tem 1ª rede de iluminação a distância de SP

Programação das 330 luminárias de LED pode ser feita pela internet de qualquer computador ligado ao sistema contratado pela Prefeitura

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

25 Dezembro 2012 | 02h03

A Avenida Brigadeiro Faria Lima, na zona sul de São Paulo, é a primeira via do Brasil a ter iluminação pública com controle a distância. Desde o início de dezembro, a programação das 330 luminárias de LED instaladas em um trecho de 2,5 km é feita pela internet a partir de qualquer computador conectado a um sistema inteligente contratado pela Prefeitura com o objetivo de reduzir o consumo.

O projeto, ainda em fase inicial, custou R$ 3,9 milhões e deve ser levado a partir do ano que vem às Avenidas Presidente Juscelino Kubitschek e Hélio Pellegrino. A expectativa é de que, se aprovado pela futura gestão Fernando Haddad (PT), o modelo inspirado na tecnologia utilizada em países europeus como França, Inglaterra e Suíça seja ampliado para outras regiões da cidade. Hoje, a modernização da iluminação pública em São Paulo é de 3% a 6% ao ano.

Desenvolvido pela Phillips, o sistema City Touch tem capacidade para programar a iluminação de forma indeterminada ou alterá-la para novas necessidades. "É possível ligar e desligar as luminárias ou ainda aumentar e reduzir a intensidade das lâmpadas. Tudo isso de acordo com o dia da semana, o horário ou as características de uso", explica Flávio Guimarães, diretor da área de iluminação da empresa.

O controle é possível a partir da instalação de antenas que se comunicam via wireless (rede sem fio) e transmitem todo tipo de informação, como tempo de uso e consumo de energia. O sistema funciona como uma espécie de Google Maps. Quem tem acesso a ele sabe os detalhes de cada luminária, podendo calcular até a troca de lâmpadas e os demais serviços de manutenção.

As lâmpadas em LED substituem os modelos em vapor metálico, que, por sua vez, já tinham substituído as unidades de vapor de sódio.

Para o funcionamento do novo sistema, foram instalados 280 postes confeccionados sob medida no trecho da Faria Lima entre a Avenida Cidade Jardim e a Rua dos Pinheiros.

Eles receberam três tipos de luminárias: de maior potência nos canteiros centrais, de média potência nas calçadas e menor potência na ciclovia recentemente inaugurada.

Segurança. O conjunto reproduz luz de cor branca, nitidamente mais clara, que amplia a sensação de segurança na região. A divisão do sistema contemplou 150 luminárias - em postes de 12 metros de altura no canteiro central -, 50 luminárias auxiliares - de 5 metros de altura na ciclovia - e 130 luminárias - de 7,5 metros nas calçadas.

Responsável pela implementação do projeto, a Secretaria Municipal de Serviços estima em até 60% a economia de consumo energético gerada pelo sistema e em até 70%, a de custos de manutenção.

Luz de estádio. "O principal benefício da utilização do LED na iluminação pública é a sustentabilidade atrelada ao produto, com alta eficiência energética e baixo consumo, proporcionando uma redução de até 60% em comparação com sistemas convencionais", completa Guimarães. "Além disso, os LEDs produzem uma iluminação de alta qualidade com brilho e intensidade consistentes. A iluminação da ciclovia, por exemplo, parece a de um campo de futebol."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.