1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Falha paralisa linha 7 - Rubi da CPTM por mais de 2 horas

- Atualizado: 05 Janeiro 2016 | 20h 25

Operação Paese foi acionada, mas houve tumulto; PM usou bombas de gás

Uma falha em um equipamento da rede aérea da linha 7 - Rubi provocou a interrupção da circulação de trem entre as estações Pirituba e Caieiras por volta das 17h30. A Companhia Paulista dos Trens Metropolitanos (CPTM) só retomou o serviço perto das 19h e, mesmo assim, com velocidade reduzida.

A passageira Daniele Teixeira disse que a estação Pirituba estava um "caos total", pois, mesmo com a operação Paese acionada, os ônibus eram insuficientes para cobrir a demanda: ou não chegavam ou saiam abarrotados dos pontos. "Saí da estação porque a galera estava bem exaltada. Na avenida tem muita gente na rua e não passa nenhum ônibus", explicou Daniele.

Dezenas de passageiros, revoltados, correram pelos trilhos. A PM usou bombas para dispersar a confusão que se formou do lado de fora da estação e do terminal Pirituba. De acordo com a assessoria de imprensa da PM, "alguns ônibus foram depredados no terminal" e as medidas foram tomadas para "dispersar o tumulto".

Aumento da passagem. Pelo Twitter, passageiros criticavam o aumento da tarifa e a qualidade do serviço oferecido. "O ano muda,  o valor da passagem muda,  mas as panes da #cptm continuam as mesmas", escreveu Eliana Barros. "Começando o ano super com falha grave na CPTM e esse governo tem a cara de pau de querer aumentar a passagem", se irritou a usuária Camila. O tuiteiro Paulo Rios foi mais longe: "Os estudantes fizeram greve dormindo nas escolas e alcançaram o objetivo. Vou dormir na estação da #CPTM amanhã. Vai que dá certo..."

Confira o preço da passagem de ônibus nas capitais do País
José Patrício/Estadão
Passagens de ônibus nas capitais do País

Várias cidades do País aproveitam o início do ano para reajustar a tarifa do transporte público. Em São Paulo, o anúncio do aumento foi feito pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no fim de 2015. Confira a seguir o preço da passagem nas capitais brasileiras e prepare o bolso:

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX