1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Executivo francês está entre os mortos do acidente entre ônibus e táxi

O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2014 | 15h 44

Cirille Fourny, de 50 anos, era vice-presidente financeiro da fabricante de helicópetors Helibras desde 2011

SÃO PAULO - Um executivo francês que morava no Brasil é uma das duas pessoas que morreram no acidente entre dois ônibus e um táxi na Avenida Vereador José Diniz, na zona sul de São Paulo, ocorrido na manhã desta quarta-feira, 12. O acidente também deixou oito feridos, todos passageiros dos ônibus.

O francês Cyrille Fourny, de 50 anos, era vice-presidente financeiro da fabricante de helicópetors Helibras desde 2011. Ele viajava como passageiro do táxi atingido. Segundo a empresa, ele trabalhava na Airbus Helicopters desde 1988 e já havia atuado anteriormente na Helibras como chefe de controle, de 1995 a 1999. Era casado com uma brasileira e tinha dois filhos. No momento do acidente, estava a caminho da empresa. A companhia não informou desde quando Fourny morava no Brasil.

O motorista do táxi, Ronaldo Voltan, também morreu. Voltan estava na empresa Cooper Luxo, de táxis de luxo, havia cerca de um mês.

O ônibus que esmagou o táxi teria sido fechado pelo taxista no corredor, segundo informações da SPTrans dada à reportagem da TV Globo. O automóvel ficou totalmente destruído. Depois de passar por cima do táxi, um Corolla preto, ainda bateu em um outro ônibus que trafegava à frente. O acidente ocorreu na altura da Rua Laplace. Os oito feridos tiveram ferimentos leves e quatro foram encaminhados para os hospitais Bandeirantes e do Servidor Público. Segundo o Corpo de Bombeiros, a pista foi totalmente liberada por volta das 15 horas.