Ex-PM é detido por suspeita de tentativa de homicídio no Morumbi

Rogério dos Santos Ferreira Júnior, de 40 anos, foi atingido por disparos no dia 21 de fevereiro, em um semáforo na zona sul

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

07 Março 2018 | 17h21

SÃO PAULO - O ex-policial militar Luciano dos Santos Souza, de 40 anos, foi detido na manhã desta quarta-feira, 7, por suspeita de estar envolvido na tentativa de homicídio do analista de sistemas Rogério dos Santos Ferreira Júnior, de 37 anos, no Portal do Morumbi, na zona sul de São Paulo, no mês de fevereiro. A prisão do suspeito foi decretada pela Justiça na última sexta-feira, 2.

Segundo a polícia, Souza foi pego em casa, no Rio Pequeno, zona oeste, e encaminhado ao 89º Distrito Policial (Morumbi). Policiais confirmam que ele já foi funcionário do empresário em uma casa de câmbio.

Na semana passada, outro suspeito envolvido no caso já havia sido detido. Rodrigo Pinto da Silva teve prisão temporária decretada e foi preso no 77º Distrito Policial (Santa Cecília). Ele foi reconhecido pela vítima em fotos.

À época já se sabia que um segundo suspeito - agora identificado como Souza - teria participado do crime utilizando uma moto. Desde então, as autoridades empreendiam esforços para localizá-lo.

Relembre o caso. Os criminosos dispararam pelo menos 12 vezes contra o analista de sistemas no dia 21 de fevereiro, no Morumbi. A vítima havia saído de carro e, após sair de um posto de gasolina, parou em um semáforo perto do Cemintério Gethsêmani e foi surpreendo por um homem, que atirou. A vítima foi socorrida e levada ao Hospital Albert Einstein, onde foi submetida a cirurgia. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as imagens de câmera de segurança fizeram a polícia descartar a hipótese de assalto. Silva teria esperado pela passagem do carro para surpreender o motorista antes de fazer os disparos. A placa da moto que aparece nas imagens teriam ajudado a polícia a chegar aos suspeitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.