EUA e Brasil dão passo para fim de visto

Grupo de trabalho vai definir detalhes até novembro; procura por documento americano cresceu 36% só no primeiro semestre do ano

RENATA VERÍSSIMO , BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

12 Julho 2012 | 03h04

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, e a secretária do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, Janet Napolitano, assinaram ontem a criação do grupo de trabalho que definirá medidas para acabar com a exigência de visto entre os dois países. Só no primeiro semestre deste ano, houve aumento de 36% na procura de vistos americanos por brasileiros.

Segundo comunicado do Itamaraty, a primeira reunião do grupo deverá ser feita em Washington até novembro. O grupo será composto por representantes dos dois governos e deverá discutir "um controle imigratório mais expedito".

Desde o ano passado, os Estados Unidos têm dito que pretendem facilitar a entrada de brasileiros. O movimento se deve tanto ao crescimento econômico nacional, com mais pessoas viajando, quanto à crise econômica internacional, que reduziu a quantidade de empregos por lá e fez crescer o interesse por turistas. Em janeiro, o presidente americano, Barack Obama, anunciou nos parques da Disney para os eleitores da Flórida - grupo interessado na chegada de mais turistas brasileiros naquele Estado - um pacote de medidas para retirar as barreiras de entrada no país, incluindo o fim da entrevista obrigatória para quem pretende renovar o documento.

Após a visita dele ao Brasil e o encontro com a presidente Dilma Rousseff, ampliou-se o número de ações. Os Estados Unidos anunciaram a abertura de consulados em Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS) para 2013 e admitiram pela primeira vez o fim do visto - embora ainda não tenham sido discutidos prazos para que isso ocorra. Na sequência, foram criados mais postos de atendimento em São Paulo e foi reduzido o valor do documento.

Demanda em alta. Até junho, os quatro consulados americanos e a embaixada no Brasil emitiram 566.173 vistos, 36% mais que no mesmo período do ano passado. Só em junho, o número chegou a 86.498 vistos - 10% maior do que o registrado no mesmo mês em 2011. O Departamento de Estado espera que 1,8 milhão de brasileiros visitem os Estados Unidos neste ano, 18% mais que em 2011. / COLABOROU CAMILA BRUNELLI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.