Estelionatários presos podem ter causado prejuízo de R$ 600 mil em SP

Após investigações, policiais civis prenderam dois, por suspeita de aplicar golpes, vendendo terrenos inexistentes

estadão.com.br,

23 Dezembro 2011 | 15h09

SÃO PAULO - Um casal que vendia terrenos inexistentes foi preso nesta quinta-feira, 22, na região de Sapopemba, na zona leste de São Paulo, acusado de estelionato. Os dois podem ter causado um prejuízo de R$ 600 mil.

Após investigações, policiais civis do 69º Distrito Policial (Teotônio Vilela) prenderam E.H.T. e F.S.S., por suspeita de aplicar golpes, vendendo terrenos inexistentes.

Os policiais se passaram por compradores para localizar os suspeitos. No momento da prisão, o casal, que possui mais de dez processos por estelionato e é procurado pela Justiça, se apresentou com nomes falsos.

Segundo um levantamento feito pela polícia, os dois já deram mais de 30 golpes na capital, ganhando entre R$ 20 mil e R$ 30 mil por venda de terreno falso, causando um prejuízo estimado em mais de R$ 600 mil às vítimas. O caso foi registrado como estelionato e uso de documento falso no 69º DP.

Mais conteúdo sobre:
estelionato prisão sapopemba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.