Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Estação Higienópolis-Mackenzie começa a funcionar nesta terça

Com cinco anos de atraso, parada da Linha 4-Amarela passa a operar inicialmente apenas das 10 às 15 horas; estação fica entre a Paulista e a República

O Estado de S.Paulo

23 Janeiro 2018 | 06h18

SÃO PAULO - Após cinco anos de atraso, a Estação Higienópolis-Mackenzie, da Linha 4-Amarela do Metrô, passa a funcionar nesta terça-feira, 23, ainda com operação reduzida, das 10 às 15 horas. Por dia, 42 mil pessoas devem usar a estação, que fica entre as paradas da Paulista e da República.

+ Mortes no trânsito caem 7% na capital; atropelamentos fecham 2017 em alta

O acesso à estação é feito pela Rua da Consolação - no lado par, os usuários podem sair também na Rua Piauí. Além da Universidade Presbiteriana Mackenzie, há escolas, estabelecimentos comerciais, restaurantes e prédios residenciais na região. A estação é próxima também do Cemitério da Consolação, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e do Sesc Consolação.

Para quem entra na estação pelo lado par da Rua da Consolação, há cinco níveis de escada rolante até a bilheteria. As dez catracas de acesso à plataforma têm bloqueios de vidro, seguindo o padrão da Linha 4-Amarela. A lotação máxima é de 1.786 pessoas. 

+ CCR arremata a concessão das linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô de SP

+ Banespão reabre nesta sexta-feira, com foco no interior

Segundo a previsão do governo estadual, as Estações Oscar Freire e São-Paulo Morumbi devem ser entregues, respectivamente, em março e julho deste ano. A última estação da linha, Vila Sônia, tem previsão de funcionamento para o final de 2019.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.