Espetáculo na Fonte do Ibirapuera começa hoje

Com canções de Andrea Bocelli, John Lennon e Frank Sinatra, a atração do Natal Iluminado terá show de luzes em duas sessões, às 20h30 e 21 horas

FELIPE TAU, O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2011 | 03h02

A partir das 20h30 de hoje, o balé de água, luzes, cores, música e imagens da Fonte do Ibirapuera dará boas-vindas aos visitantes do parque, na zona sul da capital. Com canções de Andrea Bocelli, John Lennon e Frank Sinatra, entre outros, começa a programação de Natal da 2.ª maior fonte da América Latina, que neste ano será cercada por 200 árvores com 1 milhão de lâmpadas LED.

A estreia faz parte das inaugurações do Natal Iluminado, projeto da Prefeitura em parceria com a iniciativa privada para enfeitar a cidade no fim do ano. A abertura do calendário ocorreu ontem, com a apresentação da Sinfônica de Heliópolis e do Coral Gente na Praça da Sé. Outras atrações estreiam até dia 9, quando a árvore de 54 metros na Represa do Guarapiranga, na zona sul, terá suas luzes acesas.

No Ibirapuera, 7 bombas hidráulicas vão empurrar 60 mil litros de água por minuto em alta pressão por canos de aço, dando vida a um show de formas e números: 878 jatos d'água, 574 lâmpadas e um gêiser de 60 metros de altura - equivalente a um prédio de 20 andares.

Uma cortina d'água de 50 m² exibirá imagens natalinas de um projetor de alta definição. As últimas coreografias foram gravadas na quarta-feira por técnicos da produtora de eventos Divina Comédia. Os espetáculos de 25 minutos ocorrerão todos os dias, até 6 de janeiro, às 20h30 e às 21h. A fonte fica próxima do Portão 10 do Parque do Ibirapuera, com entrada pela Avenida Pedro Álvares Cabral.

Origens. A Fonte do Ibirapuera foi inaugurada em 25 de janeiro de 2004, no aniversário de 450 anos da cidade. Custou R$ 6 milhões e foi doada pelo Grupo Pão de Açúcar, que continua responsável por sua manutenção. Um dos responsáveis pelo projeto é o engenheiro eletricista Claret Barbosa, de 59 anos, que coordena grupo de três funcionários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.