Esclarecimento

Diferentemente do publicado na edição de ontem do caderno Metrópole, a cidade de Mirassol, no interior paulista, não aderiu à restrição de circulação de crianças e adolescentes nas ruas, como ocorreu no município de Ilha Solteira. A informação foi dada no quadro "Para lembrar" da reportagem "Toque de recolher fracassa no interior", De acordo com a Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo, o juiz Ronaldo Guaranha Merighi, da 3.ª Vara de Mirassol, nunca criou portaria ou outro instrumento legal que estabelecesse restrição de horário para crianças e adolescentes.

, O Estado de S.Paulo

21 Abril 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.