Entregador nem sentiu fratura

Superação

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2010 | 00h00

O entregador Cosme Silva, de 37 anos, conseguiu salvar a mulher e o filho de 11 meses do deslizamento no Morro do Bumba. Após ouvir os primeiros estrondos, ele retirou a mulher e a criança, mas voltou para pegar uma bolsa. Ao perceber pelo barulho que a onda de terra se aproximava, pulou da varanda de casa para a rua. Ao cair, teve duas fraturas expostas no braço direito e cortou o supercílio. "O pânico era tamanho que não senti nada ao levantar. Corri muito. Eu senti a dor apenas quando parei no pé do morro", contou.

A expressão do rosto de Cosme não denunciava orgulho heroico. "Meus amigos estão desaparecidos e os meus vizinhos estão soterrados. Só consigo pensar na agonia das pessoas que ficaram para trás."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.