Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Engenheiro é morto em assalto na zona sul de São Paulo

Acusado do crime foi preso depois com os documentos da vítima; ele vai responder por latrocínio

Daniela do Canto, estadao.com.br

04 Abril 2009 | 16h15

O engenheiro português Antônio Manuel Ventura Marques, de 63 anos, foi morto a facadas depois de um assalto na casa onde morava às 8h30 de sexta-feira, 3, no Jabaquara, zona sul de São Paulo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida. Poucas horas depois, o desempregado Leonardo Pedro, de 18 anos, foi preso acusado do crime.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Pedro foi preso às 10 horas de sexta em um posto de gasolina na Rua Pedro Bueno, no Jardim Aeroporto, zona sul de São Paulo. Um policial civil estava no local quando o acusado subiu na garupa de uma moto e o condutor se mostrou assustado. Por esse motivo, resolveu abordá-lo. Pedro teria dito ao policial que estava fugindo de um roubo no qual foi esfaqueado.

 

Em uma revista pessoal, o policial encontrou com o acusado uma carteira com documentos de Marques. Como apresentava ferimentos, Pedro foi levado por policiais militares ao Hospital Saboia, onde foi medicado. Enquanto isso, o policial civil se dirigiu ao 27.º Distrito Policial (Campo Belo) onde descobriu que os documentos encontrados com o desempregado eram do homem assassinado pouco antes. Pedro foi preso no hospital e, conforme a SSP, será indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte). O caso foi registrado no 35.º DP (Jabaquara).

Mais conteúdo sobre:
violência assassinato São Paulo polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.