Empresa retira guindaste que caiu na estação do Metrô em SP

Incidente não provocou feridos e também não interrompeu andamento da obra na futura estação Morumbi do Linha 4-Amarela

Priscila Trindade, do estadão.com.br

07 Abril 2010 | 16h52

 

SÃO PAULO - O Consórcio Via Amarela retirou por volta das 15h10 desta quarta-feira, 7, o guindaste que tombou no canteiro da futura estação São Paulo-Morumbi, na Linha 4-Amarela do Metrô, na zona oeste de São Paulo. Ninguém ficou ferido.

 

De acordo com o consórcio, técnicos da empresa responsável pelo guindaste trabalharam para colocar o equipamento na posição normal. O incidente não provocou feridos e também não interrompeu o andamento da obra.

 

O guindaste com cerca de 30 metros de altura tombou na tarde de terça-feira, 6, por volta das 16 horas, e atingiu a calçada da Avenida Francisco Morato, na altura do nº 2.600, zona oeste da capital. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que por volta das 16 horas de hoje, a faixa da direita da avenida continuava bloqueada, no sentido centro. A interdição não causava lentidão no local.

 

O equipamento içava materiais do fundo de um dos poços da estação quando o incidente aconteceu. No momento em que o guindaste cedeu ele levantou um caminhão.

Mais conteúdo sobre:
guindaste Metrô Linha Amarela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.