Em quatro dias interior tem seis ataques a caixas com explosivos

De acordo com a Polícia Civil, a crença de que os caixas têm mais dinheiro em razão do pagamento do 13.o e das festas pode estar motivando as quadrilhas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2015 | 12h45

SOROCABA – O número de explosões em agências e caixas bancários voltou a crescer no interior de São Paulo, neste fim de ano. Foram seis ataques nos últimos quatro dias. De acordo com a Polícia Civil, a crença de que os caixas têm mais dinheiro em razão do pagamento do 13.o e das festas pode estar motivando as quadrilhas.

Na manhã desta segunda-feira (14), criminosos explodiram um caixa instalado num posto de combustível, na Avenida Itavuvu, zona norte de Sorocaba. Os bandidos estavam vestidos de preto, com coletes à prova de balas e fortemente armados. O segurança que estava no posto nada pode fazer. O valor roubado não foi divulgado.

No sábado (12), uma quadrilha explodiu dois caixas eletrônicos instalados em um posto de combustível, em Lucianópolis, noroeste paulista. De acordo com a Polícia Civil, os cinco homens atiraram contra uma base da Polícia Militar e o prédio da prefeitura. Os criminosos fugiram com o dinheiro.

Na sexta-feira (11), um bando armado rendeu moradores e explodiu os cofres centrais de duas agências em Piedade, região de Sorocaba. Uma viatura da PM foi atingida por tiros de fuzil. No dia anterior, tinham ocorrido ataques a caixas eletrônicos em Monte Azul Paulista, Campos do Jordão e Narandiba, em diferentes regiões do interior paulista.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, nos primeiros dez meses deste ano foram registrados 138 roubos a bancos - a estatística inclui o ataque com explosivos. No ano passado, no mesmo período, foram 142.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.