Em Itanhaém, homem é morto pouco antes da ceia

O aposentado Gilmar Rodrigues dos Santos, de 63 anos, abria a porta de sua casa em Itanhaém, no litoral sul, para a prima de sua mulher e o marido dela na noite de anteontem quando os três foram abordados por três ladrões. Santos resistiu à tentativa de assalto, foi baleado quatro vezes e morreu no local. É o primeiro latrocínio do ano registrado na cidade, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, que ainda não divulgou os números de novembro e dezembro.

CRISTIANE BOMFIM, O Estado de S.Paulo

26 Dezembro 2011 | 03h04

O carro do casal de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, que chegavam para a ceia de Natal, já tinha entrado na garagem quando os criminosos anunciaram o assalto. O aposentado tentou impedir que os bandidos entrassem no quintal, mas foi puxado e derrubado na calçada. A mulher de Santos conta que ele foi agredido com coronhadas, chutes e pontapés.

Quando os visitantes saíam do carro, ouviram três disparos. A mulher do aposentado disse que o quarto tiro foi dado por um homem magro, pardo, que vestia camiseta vermelha. Os vizinhos contam que os ladrões, que deixaram o endereço sem levar nada, fugiram em um Fiat Palio que estava estacionado na esquina. O caso foi registrado no 1.º DP de Itanhaém. Ninguém foi preso e a polícia procura imagens de câmeras de segurança para identificar os criminosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.