É hora de se exigir política de segurança pública consistente

O cenário em São Paulo é preocupante. Dos 11 crimes considerados violentos pela Secretaria da Segurança Pública, oito pioraram na capital. Como explicar isso? A resposta definitiva depende de informações não oferecidas pela secretaria, como perfil das vítimas e dos criminosos.

É COORDENADORA DO NÚCLEO DE ANÁLISE DE, DADOS DO INSTITUTO SOU DA PAZ, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2012 | 03h04

Se considerarmos que muitos desses crimes podem ser prevenidos com a presença ostensiva da polícia de maneira estratégica em seu patrulhamento cotidiano, o aumento dessas ocorrências pode indicar uma mudança na forma de agir dos policiais.

Eles continuam na rua, mas atuando de forma defensiva ou excessivamente violenta desde o mês de maio. O clima de tensão que está desestruturando os agentes da segurança pública também está contribuindo para aumentar a insegurança da população.

Mais do que lamentar os números em si, é hora de se exigir uma política de segurança pública consistente, efetiva e que garanta os direitos de todos os cidadãos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.