Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Doria diz que governo do Estado também deve arcar com inspeção veicular

Prefeito afirmou que avalia proposta do presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM), de retorno da medida na cidade

Lauriberto Pompeu, O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2017 | 21h39

FORTALEZA - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta sexta-feira, 18, que a Prefeitura está avaliando a proposta do presidente da Câmara, vereador Milton Leite (DEM), de retorno da inspeção veicular na cidade. 

"Nós temos que buscar uma alternativa que não tenha ônus para as pessoas e que possa definitivamente diminuir a emissão, sobretudo daqueles automóveis que precisam da inspeção veicular pelos anos de uso". Sobre quem arcaria com os custos da inspeção, o tucano disse que a responsabilidade é da Prefeitura e do governo do Estado.

"De nada adianta você ter inspeção veicular na capital de São Paulo e na Região Metropolitana e em outras cidades não ter. São Paulo é uma cidade cosmopolita, recebe milhares de automóveis todos os dias de outros municípios", explicou Doria. 

As declarações foram dadas no evento Fórum Gestão Empresarial, que aconteceu em Fortaleza e contou também com a presença do presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE).

Na ocasião, o prefeito também comentou a demissão da controladora-geral do município, Laura Mendes de Barros, que comandava uma investigação sobre cobrança de propina a servidores municipais para que liberassem propagandas irregulares na cidade. "As investigações vão continuar, aliás nós demitimos imediatamente todos aqueles que foram apontados, ou foram afastados, se eram concursados ou sumariamente demitidos, se eram comissionado."

Em nota, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou que "faz a sua parte" aplicando uma alíquota de 12% do ICMS para o etanol, "a menor do Brasil" e investindo na ampliação do transporte público de massa, como metrô e trem. "Atualmente, a Secretaria do Meio Ambiente estuda a possibilidade de antecipação do prazo estabelecido pelo Contran para a inspeção para veículos pesados a diesel. A implementação da inspeção para veículos movidos a outros combustíveis está em tramitação na Assembleia Legislativa", afirmou. O projeto de inspeção veicular no Estado foi enviado para a Assembleia em 2009, ainda no governo José Serra (PSDB), mas nunca foi colocado em votação em oito anos./COLABOROU FABIO LEITE

 

 

Mais conteúdo sobre:
Milton Leite João Doria Geraldo Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.