Dois operários morrem soterrados em obra de esgoto em Marília

Dez homens do Corpo de Bombeiros trabalharam na tentativa de resgate, mas não conseguiram retirar com vida os trabalhadores

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

24 Março 2016 | 11h23

SOROCABA – Dois operários morreram soterrados no desabamento de uma galeria de esgoto, no fim da tarde desta quarta-feira, 23, em Marília, no interior de São Paulo. Um dos homens trabalhava na retirada de terra levada pela chuva à galeria em obras, no bairro Nova Marília.

Ele estava em uma profundidade de cinco metros, quando foi surpreendido pela emanação de gases e desmaiou. O colega que estava na superfície desceu no fosso e, quando tentava retirar o companheiro, a galeria desbarrancou. Os dois ficaram soterrados.

Dez homens do Corpo de Bombeiros trabalharam na tentativa de resgate, mas não conseguiram retirar com vida os trabalhadores, identificados como Edvaldo Pereira do Nascimento, de 45 anos, e Gilson Porto Carvalho, de 46. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as causas da morte e se os operários usavam equipamentos de segurança.

A empresa responsável pela obra, Replan Saneamento, informou que havia fornecido aos funcionários equipamentos de proteção individual. A empresa lamentou as mortes e informou que vai colaborar com as investigações, além de prestar toda assistência aos familiares das vítimas.

Mais conteúdo sobre:
Marília Replan Saneamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.