1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dois ônibus são incendiados na zona norte de São Paulo

Caio do Valle - O Estado de S. Paulo

10 Fevereiro 2014 | 17h 44

Não há informações sobre a motivação por trás das duas ocorrências. Coletivos incendiados chegam a 40 no ano

SÃO PAULO - Dois ônibus foram incendiados na tarde desta segunda-feira, 10, em Brasilândia, na zona norte de São Paulo. O primeiro ataque aconteceu na Rua Ibiraiaras, na altura do número 800. Segundo relato de testemunhas a policiais, um carro Astra de cor prata parou ao lado do ônibus da linha 971V-10, da Viação Sambaíba. Os ocupantes do carro quebraram os vidros do coletivo e arremessaram um coquetel molotov no interior do ônibus.

Outra versão difundida entre comerciantes e moradores da rua dá conta de que o carro dos criminosos parou na esquina e, de dentro dele, cerca de cinco homens saíram na direção do ônibus que estava estacionado perto do ponto final e atearam fogo no veículo usando combustível.

Por volta das 16h30, o quarteirão continuava sem energia elétrica, já que as chamas atingiram a rede aérea da Eletropaulo. Equipes da concessionária estavam no local, mas não tinham informações sobre a hora em que o fornecimento de energia seria restabelecido. Isso porque ainda era necessário fazer a perícia no local.

Outro ônibus, na altura do numero 4.700, da Avenida Inajar de Souza, na mesma região, teve parte dos bancos 'chamuscada' por um grupo de bandidos. O ato ocorreu por volta das 13h50, em um veículo da linha 209P (Cachoerinha-Terminal Pinheiros), também da Viação Sambaíba. Ninguém ficou ferido nas duas ocorrências.

Segundo a PM, outro ônibus na Rua Dario Vilares Barbosa foi alvo de uma tentativa de incêndio. A ação, no entanto, foi frustrada e o veículo, da linha 118-P, não pegou fogo. Conforme um policial, o cobrador foi atingido com gasolina nos olhos e teve que ser socorrido para um pronto-socorro da região.

A SP trans, empresa da Prefeitura que gerencia o sistema de ônibus da capital paulista, divulgou que, com as duas ocorrências desta segunda, 3, já chegam a 40 o número de coletivos incinerados na cidade neste ano.

Não há informações sobre a motivação por trás destas duas ocorrências. Também não se sabe se existe relação entre elas.

  • Tags: