Assine o Estadão
assine

São Paulo

SÃO PAULO

Dois jovens e um adolescente são detidos por incendiar ônibus

Motivo para o crime, na zona leste de São Paulo, foi a morte de um amigo deles; um passageiro sofreu queimaduras graves

0

Alexandre Hisayasu,
O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2016 | 18h09

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira, 3, dois jovens e deteve um adolescente de 16 anos, suspeitos de incendiar um ônibus da Viação Vipe, na madrugada de domingo, em São Miguel Paulista, na zona leste. Na ocasião, um dos passageiros sofreu queimaduras graves, mas não corre risco de morte.

Segundo o delegado Michael Toricelli, do 32º DP (Itaquera), os jovens confessaram o crime. "Eles disseram que o motivo do crime foi protestar contra a morte de um amigo deles, assassinado na noite anterior", explicou. Guilherme Carvalho Silva, de 15 anos, foi morto a tiros por dois homens, no Itaim Paulista.

A delegada Ancilla Veja, do 22º DP (São Miguel Paulista), informou que o adolescente detido contou que o crime foi planejado durante o velório de Guilherme. "O coletivo foi cercado pelo grupo, que tinha cerca de 20 a 30 pessoas. O motorista, o cobrador e os passageiros foram obrigados a descer às pressas. Uns quebraram as janelas, outros correram para os fundos. Eles não esperaram todos descerem para incendiar o ônibus", contou a delegada.

A polícia vai encaminhar o adolescente para a Vara da Infância e da Juventude e vai pedir à Justiça a prisão temporária dos dois jovens.

Comentários