Diocese proíbe hóstia na boca e abraço em missa de Araçatuba

Medida que passa a valer neste fim de semana é para evitar a contaminação pelo vírus da gripe

Chico Siqueira, especial para o Estado / Araçatuba, O Estado de S.Paulo

08 Junho 2013 | 02h02

A Diocese de Araçatuba, no interior paulista, proibiu os padres de entregar a hóstia na boca dos fiéis, que também estão impedidos de fazer o chamado "abraço da paz" nas missas de suas 32 paróquias. O bispo de Araçatuba, dom Sérgio Krzywy, disse que a medida, que começa a valer já nas missas deste fim de semana, tem o objetivo de evitar o contágio dos fiéis e padres pelo vírus da gripe (AH1N1).

O abraço é um ato de propagação de fé que é realizado sempre depois que os fiéis rezam o pai-nosso de mãos dadas. Além do "abraço da paz", os padres estão orientando os fiéis para que também não deem as mãos para fazer a oração.

Segundo o bispo, os ministros de eucaristia estão sendo orientados a não mais entregar a hóstia nas bocas dos fiéis para evitar um possível contágio e também a adotar cuidados extras com a higiene das igrejas, principalmente com as mãos.

As medidas valem por tempo indeterminado. Além delas, algumas paróquias já anunciaram que estão instalando frascos com álcool gel nas igrejas para uso dos frequentadores. Segundo o bispo, as medidas mostram que a igreja está preocupada com a gripe. Na região de Araçatuba uma pessoa morreu e 20 estão com os sintomas da doença. No Estado de São Paulo, onde se concentram 90% dos casos de gripe do País, já são 61 mortes neste ano.

Prorrogada. A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para até o dia 14 deste mês. Segundo a secretaria, 8,1 milhões de pessoas foram vacinadas em todo o Estado, mas o número ainda está abaixo da expectativa, especialmente entre as gestantes. Nesse público, foram aplicadas 356,7 mil doses - ou 77,93% da meta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.