Dinheiro falso tinha inscrição 'três patetas'

O policial que escapou na viatura do Deic pensou que levava R$ 17 mil. Não sabia que o bolo de notas que lhe foi entregue pela vítimas da extorsão era na verdade o chamado paco - o bolo de notas falsas em que apenas as a primeira e a última são verdadeiras. No caso, eram duas notas de R$ 50,00. As cédulas falsas tinham as inscrições "sem valor" e "três patetas".

, O Estado de S.Paulo

14 Abril 2010 | 00h00

Depois de atropelar o suposto comparsa, o investigador fugitivo deixou a viatura estacionada perto de um hotel, atrás da sede do Deic, no Carandiru, na zona norte. Telefonou para os chefes e disse onde deixara o carro. Seus chefes avisaram os homens da Divisão de Operações Especiais (DOP), da Corregedoria, que foram até o lugar em companhia de peritos criminais. Estes constataram que uma das balas disparadas pelos corregedores atingiu a calota do carro.

O policial fugitivo, por meio do advogado, prometeu se entregar. Às 22h40, o defensor deixou o prédio da Corregedoria dizendo que ia buscar o cliente para que ele se apresentasse. A exemplo dos colegas, ele dizia que tudo não passou de um mal entendido e que o grupo só estava fazendo uma diligência. M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.