Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Dilma diz que assédio no transporte público 'envergonha sociedade'

São Paulo

São Paulo

Dilma diz que assédio no transporte público 'envergonha sociedade'

No Twitter, presidente lamentou onda de crimes de assédio e pediu que vítimas não se intimidem em denunciar

0

Rafael Moraes Moura,
O Estado de S. Paulo

21 Março 2014 | 22h55

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff usou a conta pessoal no Twitter para condenar os casos de assédio sexual no transporte público. Reportagem do Estado publicada nesta sexta-feira, 21, informou que a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom) registrou 22 casos de abusos no Metrô de São Paulo e na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), entre janeiro e a última quarta-feira. Nesta sexta, mais um caso foi registrado na Delpom, totalizando 23 ocorrências.

"A ação de criminosos que assediam e abusam de mulheres em ônibus, trens e metrôs envergonha a nossa sociedade", escreveu Dilma na rede social. "É uma triste coincidência que, no mês em que se celebra o Dia da Mulher, nos deparemos com onda de crimes de assédio sexual no transporte público."

Segundo Dilma, apesar dos avanços no combate à violência doméstica, por meio da lei Maria da Penha, o País ainda enfrenta "outros tipos" de violência contra a mulher.

"Venho pedir às vítimas que não se intimidem em denunciar. E às polícias que não se omitam em combater a prática. O Brasil de hoje não comporta mais qualquer tipo de violência contra a mulher", disse a presidente.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.