Detido rapaz acusado de matar jovem que motivou campanha no Facebook

A polícia anunciou ontem que um adolescente de 17 anos participou do assassinato do metalúrgico Renan Fogaça Alípio, de 22 anos, em 15 de outubro. O desaparecimento de Alípio fez com que a irmã dele, Karina, de 31, lançasse uma campanha no Facebook para localizá-lo, depois que policiais do 98.º DP (Jardim Miriam), na zona sul de São Paulo, se negaram a registrar na hora boletim de desaparecimento.

O Estado de S.Paulo

10 Dezembro 2011 | 03h05

O adolescente foi detido em outubro em Iguape, no litoral sul, quando participava de um assalto com José Dilermando Antonio, de 28 anos, que continua foragido.

Segundo o delegado Luiz Fernando Lopes Teixeira, da 3.ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os bandidos foram identificados por imagens da agência bancária onde fizeram saques da conta de Fogaça no dia do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.