Desde 1999, homicídios dolosos em SP caíram 70%, diz secretaria

Crimes contra patrimônio, latrocínios e furtos de veículos também recuaram no 2º trimestre

estadão.com.br

28 Julho 2010 | 15h51

SÃO PAULO - São Paulo reduziu os homicídios dolosos - quando há intenção de matar - em 70% desde 1999. A taxa de homicídios do Estado caiu de 35,27/100 mil habitantes, em 1999, para 10,69/100 mil em 2008, número que equivale a menos da metade da taxa média nacional, de 24,5/100 mil habitantes. As informações são das Estatísticas da Criminalidade, divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) nesta quarta-feira, 28.

 

De acordo com a secretaria, os homicídios dolosos voltaram a cair no Estado de São Paulo no segundo trimestre de 2010. Junho foi o mês com menor número de assassinatos na história recente: 296 casos, o que corresponde a 8,84 homicídios por grupo de 100 mil habitantes.

 

A redução dos homicídios no segundo trimestre inverteu a tendência de alta apresentada no primeiro trimestre. O balanço do primeiro semestre de 2010 mostra redução de 2% dos homicídios dolosos em relação aos primeiros seis meses do ano passado.

 

Em 2009, o número de mortes intencionais no Estado oscilou ligeiramente para cima. Mas, agora, ao final deste primeiro semestre de 2010, retoma a trajetória de queda.

 

Com isso, a secretaria entende que o crime contra a vida está sob controle em São Paulo. A redução dos homicídios no Estado, que tem 42 milhões de habitantes, colabora para a diminuição das mortes intencionais no Brasil.

 

Patrimônio e latrocínios. Os crimes contra o patrimônio também recuaram em São Paulo. Os roubos caíram 13% no segundo trimestre, consolidando a tendência de queda de também 13% no primeiro semestre. Em números absolutos, houve 9.020 crimes a menos de abril a junho, em relação ao segundo trimestre de 2009.

 

Os latrocínios - roubos seguidos de morte - tiveram redução de 22% no segundo trimestre. No ano passado, de abril a junho foram registrados 78 latrocínios. Este ano houve no período 17 casos a menos - 61 no total. A diminuição dos latrocínios é uma tendência consistente. No semestre, também é de 22% a queda em relação a 2009.

 

Os furtos recuaram 8% no segundo trimestre. Foram quase 10.865 casos a menos, em relação ao mesmo período do ano passado, confirmando a tendência de queda de 7% no primeiro semestre.

 

Os roubos e furtos de veículos também diminuíram em São Paulo. Foram roubados 1.708 veículos a menos - uma redução de 9% em relação ao segundo trimestre de 2009. O recuo consolidou tendência de queda de 10% dos roubos de veículos no primeiro semestre.

 

O número de veículos furtados de abril a junho retrocedeu em 3.728, uma queda de 13%. No semestre, a redução acumulada de furtos de veículos é de 12%. As polícias paulistas localizaram, recuperaram e devolveram aos proprietários 42% dos veículos furtados ou roubados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.