Denunciados membros do PCC presos em quadra de escola

Eles foram detidos no dia 17 de abril na Barroca Zona Sul e estariam planejando crimes para o feriado de Páscoa

Redação,

05 Maio 2009 | 03h17

Os homens presos no último dia 17 quando se preparavam para uma reunião na quadra da escola de samba Barroca Zona Sul, em São Paulo, foram denunciados à Justiça pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) nesta segunda-feira, 4.

 

Os supostos membros da facção criminosa são acusados de crimes como quadrilha ou bando armado, uso de documentos públicos falsos ou alterados, e atribuição de falsa identidade para obter vantagem e corrupção ativa.

 

O objetivo do encontro, segundo o Ministério Público (MP), era planejar crimes que seriam cometidos no litoral paulista no feriado prolongado da Páscoa. Na ocasião, foram apreendidos oito veículos, celulares, um mapa do bairro Cibratel II, em Itanhém, e um papel com nome e valores. Dois suspeitos tentaram sem sucesso subornar os policiais militares. No carro indicado pela dupla, havia R$ 11.907,00.

 

Os denunciados são José Elias de Andrade, José Marcos da Silva, Antonio Borges de Oliveira, Alex Claudino dos Santos, Gilmar Pereira Borges, Oslais Oliveira Silva, Luis de França de Silva Neto, Jorge Luis dos Santos, Sandro José de Oliveira, Felipe Geremias dos Santos, Gilson Walter Pereira, Wellington Almir Fernandes, Sergio Augusto Fonseca, Nataniel Alves dos Santos, Jadielson Florentino dos Santos, Ricardo Salome Campos, Paulo Sergio Gonçalves e Wilton Antunes Lima.

 

Prisão

 

Ainda na segunda-feira, policiais da Rota prenderam por porte ilegal de arma Anderson Maximiliano dos Santos, 30 anos, em um conjunto habitacional na Fazenda do Carmo, na zona leste de São Paulo.

 

De acordo com o tenente Luís Humberto Caparróz, Santos seria "torre" do PCC e pode ter participado de homicídios na região.A esposa de Santos, presente no apartamento no momento em que as armas foram encontradas, também foi levada ao DHPP como testemunha.

 

(Colaborou Daniela do Canto, do estadão.com.br)

Mais conteúdo sobre:
PCC Justiça crime

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.