Denúncia muda com ocupação

O estudo "Heróis Anônimos UPPs - A Visão da Favela", que analisou 1.859 denúncias feitas por moradores de morros onde as UPPs foram instaladas, mostra a diferença no comportamento da população antes, durante e depois da chegada da polícia. Em favelas de quatro unidades do projeto as queixas de tráfico de drogas deram lugar a reclamações de crimes como violência doméstica ou baderna. Nos Morros Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme, por exemplo, a denúncia por barulho representava 2% das queixas antes da chegada da polícia. No pós-UPP, passou para 10%. / GABRIELA MOREIRA

, O Estado de S.Paulo

29 Abril 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.