Reprosução Google Maps
Reprosução Google Maps

Criminosos explodem agências em duas pequenas cidades do interior

Bandidos também usaram fuzis nas ações e levaram medo à população

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2018 | 09h01

SOROCABA - Quadrilhas com armas potentes usaram explosivos para assaltar agências bancárias em duas pequenas cidades do interior de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira, 9. Os ataques em sequência aconteceram em Populina, região de São José do Rio Preto, e Bocaina, região de Bauru. Os prédios ficaram destruídos. Nos dois locais, os criminosos assustaram os moradores com disparos de fuzil. Já são quatro agências bancárias atacadas em dois dias. Na madrugada de terça-feira, 8, duas foram explodidas em Nazaré Paulista, no Vale do Paraíba.

Em Populina, cidade de 4,2 mil habitantes, os bandidos ocuparam o centro da cidade e, enquanto uma parte da quadrilha explodia os caixas eletrônicos de uma agência do banco Santander, outros integrantes ficavam do lado de fora fazendo disparos para evitar a aproximação da polícia. As cápsulas ficaram espalhadas pela calçada. Ninguém foi atingido. Com a força das explosões, o teto da agência desabou. Os criminosos fugiram, mas o valor roubado não foi informado.

+++Senado aprova projeto que endurece pena para explosão de caixas eletrônicos

O ataque em Bocaina, município de 11,8 mil habitantes, foi também numa agência do Santander. Os criminosos entraram na cidade em duas caminhonetes, fazendo disparos para o alto. O bando invadiu o banco e instalou explosivos em três caixas eletrônicos, mas só um explodiu. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar foi acionado para retirar os artefatos que ficaram intactos. Até o início da manhã, não havia informação se os criminosos tinham conseguido levar o dinheiro do caixa. Ninguém foi preso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.