Criminosos cercam e roubam carro na Rodovia Anchieta

Três homens com armas ameaçaram irmãos e levaram veículo em Santos; secretário havia prometido reforço no dia anterior

Luiz Alexandre Souza Ventura, Especial para o Estado

12 Junho 2016 | 18h26

SANTOS - Menos de 24 horas após o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, anunciar reforço do policiamento Civil e Militar na Baixada Santista, principalmente nas estradas, criminosos voltaram a agir na região, dessa vez na Rodovia Anchieta.

No começo da manhã deste sábado, 11, dois irmãos, de 30 e 27 anos, que estavam em um Mitsubishi Outlander preto, foram rendidos por assaltantes na altura do km 61 da pista norte (subida), região da Vila dos Pescadores, em Santos, por volta de 6h35. Aproveitando a presença na pista de um caminhão da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, os bandidos usaram um Nissam Livina de cor prata para fechar o carro das vítimas e obrigar o motorista a parar.

Três bandidos saíram do Livina, com armas na mão, e retiraram os dois irmãos de dentro do Mitsubishi. Um caminhoneiro presenciou a abordagem e ligou para a Polícia Rodoviária. As vítimas relataram aos policiais que foram ameaçadas durante toda a ação, inclusive com as armas apontadas para as suas cabeças. Entre 6h e 7h é feito a troca de plantão da maioria dos agentes da Polícia Militar Rodoviária que atuam na área.

Os criminosos roubaram as alianças e os telefones dos irmãos, e fugiram com o Outlander pela Via Anchieta, em direção a Cubatão. O carro foi encontrado aproximadamente uma hora depois na região do Jardim Nova República (Bolsão 8), também em Cubatão.

A Ecovias confirmou ter recebido o alerta da Polícia Rodoviária sobre a ocorrência. Procurada pela reportagem, a polícia não forneceu maiores detalhes sobre o caso, que foi registrado na Delegacia Seccional de Santos e será investigado pelo 5º DP. Não há informações sobre prisões.

Reforço. O secretário de Segurança Pública esteve em Santos na manhã desta sexta-feira, 10, e presidiu, pela primeira vez, uma reunião do Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica de Segurança Pública (Gamesp) da Baixada Santista. 

Mágino Alves Barbosa Filho anunciou que o trabalho das polícias Civil e Militar será reforçado no litoral com aumento do efetivo e também com a ação de tropas e grupos especiais como Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico) e Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), além do Comando de Policiamento de Choque, com todos os seus batalhões e comandos especiais, inclusive a Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar).

Esses comandos especiais, conforme garantiu Barbosa Filho, vão começar a atuar imediatamente. E o aumento do efetivo vai depender da formatura de 2, 2 mil novos policiais militares, em novembro, que vão trabalhar na Operação Verão.

Sobre a segurança nas rodovias, o secretário afirmou que já participou de reuniões com a Ecovias e com a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Segundo ele, 16 câmeras serão instaladas nas estradas da região. Também foi solicitada uma melhoria na iluminação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.