1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Coveiros trocarão pá por miniescavadeira na capital paulista

- Atualizado: 08 Janeiro 2016 | 13h 55

Objetivo é melhorar as 'condições de trabalho dos sepultadores', que abrem e 40 a 50 covas diariamente, segundo Serviço Funerário

SÃO PAULO - Pela primeira vez desde janeiro 1856, quando o primeiro cemitério foi inaugurado na capital, uma cova não será cavada com uso de pás. A partir da próxima semana, miniescavadeiras vão substituir o trabalho manual na abertura de novos túmulos em três cemitérios da cidade de São Paulo.

Uma cerimônia para entrega e demonstração dos equipamentos adquiridos pela Prefeitura de São Paulo está marcada terça-feira, 12. Inicialmente, as máquinas vão ser usadas nos cemitérios de Vila Formosa, na zona leste, Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte, e São Luiz, na zona sul.

Miniescavadeira é apresentada aos coveiros no Cemitério da Vila Formosa

Miniescavadeira é apresentada aos coveiros no Cemitério da Vila Formosa

As escavadeiras serão operadas pelos coveiros, que vão passar por curso de capacitação. Segundo o Serviço Funerário do Município de São Paulo, o objetivo é melhorar as "condições de trabalho dos sepultadores". Hoje, eles usam pás para abrir, em média, de 40 a 50 novas covas todos os dias.

A previsão é que outras unidades de quadra geral e onde há muitos enterros diários também sejam equipadas com mini escavadeiras - o próximo da lista seria o Cemitério Dom Bosco, mais conhecido como Cemitério de Perus, na zona norte.  

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX