Corregedoria prende 17 policiais rodoviários por esquema de propina

Quanto mais carros os policiais apreendiam, mais eles recebiam dos guincheiros

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

01 Dezembro 2011 | 01h56

SÃO PAULO - Após investigações, com utilização de escutas telefônicas, que tiveram início em setembro deste ano, a Corregedoria da Polícia Militar recolheu administrativamente, nesta quarta-feira, 30, um total de 17 policiais rodoviários estaduais que atuam na cidades de Franca, Brodowski, Pedregulho, Ituverava e Igarapava, no interior paulista. Parte dos policiais foi detida nas bases, parte em casa, pois estava de folga.

 

Todos foram encaminhados para a capital e devem ficar retidos por pelo menos cinco dias, até o término dos depoimentos e apurações dos dados. Os rodoviários, a maioria pertencente ao 3º Pelotão de Franca, teriam montado, em abril, com as empresas que guincham os carros apreendidos nas rodovias, um esquema de pagamento de propina. Quanto mais carros apreendidos e guinchados até o pátio de Ituverava, mais os policiais recebiam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.