Corpo de jovem morto por PMs em Santos é enterrado

Bruno Vicente de Govea e Viana, de 19 anos, foi morto na madrugada da última quinta-feira após uma perseguição policial

20 Julho 2012 | 15h01

SÃO PAULO - O corpo de Bruno Vicente de Govea e Viana, de 19 anos, morto na madrugada da última quinta-feira após uma perseguição policial, foi enterrado na manhã desta sexta-feira, 20, no Cemitério da Filosofia, em Saboó, na baixada santista. A cerimônia contou com a presença de amigos e familiares que vestiram camisetas estampadas com o rosto do jovem.

O rapaz estava em um carro com mais cinco amigos, dois deles adolescentes, quando ocorreu uma troca de tiros com agentes da Polícia Militar no Morro São Bento, em Santos. Bruno, Felipe de Sousa Figueira, 20 anos, e uma menina de 15 anos foram baleados. Apenas Bruno não resistiu aos ferimentos.

Segundo a versão dos policias, o grupo portava um revólver e iniciaram disparos conta a PM, que reagiu. Os ocupantes do veículo negam a posse da arma, embora admitam que fugiram da blitz da polícia porque o condutor do carro, José Luiz Lima da Costa, de 28 anos, não portava a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Santos, mas, na manhã desta sexta, passou a ser investigado pela Delegacia de Investigação Geral (Dig). Os quatro policiais envolvidos na ação foram presos em flagrante pela Corregedoria da PM e respondem pelo crime de homicídio no Presídio Militar Romão Gomes, de acordo com nota oficial da companhia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.