1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Cinco morrem em acidente com van escolar em Itapeva-SP

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo

23 Março 2010 | 16h 53

Estudantes e motorista seguiam para aulas noturnas na Escola Técnica Dr. Dario Pacheco Pedroso; outras 6 vítimas ficaram feridas

A rotina de um grupo de estudantes que todo dia viajava de Itapeva, a 275 km de São Paulo, para uma escola na vizinha Taquarivaí, no sudoeste paulista, foi interrompida de forma trágica na noite desta segunda-feira, 22. A van que os transportava bateu de frente numa carreta no km 281,7 da rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258), entre as duas cidades. Cinco pessoas morreram - quatro estudantes e o motorista da van - e outras seis ficaram feridas.

 

Os estudantes seguiam para mais uma noite de aulas na Escola Técnica Estadual Dr. Dario Pacheco Pedroso (antigo Colégio Agrícola), que forma técnicos agrícolas e ambientais. A van tinha acabado de sair de Itapeva e rodaria apenas 20 km até Taquarivaí. O acidente aconteceu próximo da ponte sobre o Ribeirão Fundo, a 500 metros da base da Polícia Rodoviária Estadual localizada no trevo de acesso a Itapeva. Os policiais que estavam de plantão ouviram o estrondo causado pelo impacto. Eles prestaram os primeiros socorros às vítimas até a chegada das equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e da concessionária SPVias.

 

Pelas marcas na pista e com base nas informações do motorista da carreta, que ficou ferido sem gravidade, eles acreditam que a van tentou uma ultrapassagem em local não permitido. A rodovia tem pista simples. Duas pessoas morreram no local - ficaram presas entre as ferragens. Outras duas já chegaram mortas na Santa Casa de Itapeva, para onde foram levados os feridos. Horas depois, outro jovem morreu em decorrência dos ferimentos. A polícia teve de escoltar o motorista da carreta, também levado para o hospital, por causa da revolta de familiares das vítimas.

 

Os estudantes mortos - Diego Santos de Oliveira, de 20 anos; Douglas Barros de Oliveira, 19; João Paulino de Lima Júnior, 20; e Marcelo Henrique de Oliveira Pinto, 25 - moravam em Itapeva, assim como o motorista da van, Adilson de Oliveira Nunes, de 44 anos. Ele era dono do veículo fretado pelos alunos. O hospital chegou a anunciar a morte cerebral de Rafael de Souza, de 18 anos, mas retificou a informação. Ele e outro paciente permaneciam internados em estado muito grave no final da tarde. Outras três vítimas estavam fora de perigo.

 

A direção da escola, administrada pelo Centro Estadual Paula Souza, suspendeu as aulas ontem, em sinal de luto. Os corpos das vítimas foram velados em locais diferentes e eram sepultados no final da tarde, no Cemitério Municipal de Itapeva. Foi o segundo acidente com vítimas no mesmo local da rodovia num espaço de três horas. Antes, um automóvel Corsa havia colidido com um caminhão. O motorista do carro morreu quando era levado para o hospital.