Cinco jovens são mortos em São Vicente

Três dias depois da onda de crimes no Guarujá, ontem foi a vez de São Vicente registrar vários homicídios em uma mesma madrugada: cinco homens morreram e um permanecia internado.

Rejane Lima do Guarujá, O Estado de S.Paulo

22 Abril 2010 | 00h00

Quatro dos crimes ocorreram no bairro de Catiapoã, periferia da cidade. Marcos Paulo Soares Carnuto, de 18 anos, e Erick Santos Silva, de 21, foram baleados às 4 horas por quatro homens em duas motos. Uma hora depois, Waldilson de Oliveira Silva, de 24 anos, e Anderson Souza Reis, de 18, também foram encontrados mortos.

O quinto assassinato, do metalúrgico Manoel de Souza Junior, de 20 anos, foi em um bairro diferente e, segundo a polícia, não estaria relacionado aos outros.

No Guarujá, o policiamento foi reforçado em 40% após uma onda de violência que assustou a população do distrito de Vicente Carvalho no início da semana. Seis pessoas foram mortas, entre elas um PM, desde a madrugada de segunda-feira, o que teria motivado um toque de recolher no bairro.

Segundo o comandante interino do 21.º Batalhão da Polícia Militar do Guarujá, José Messina Filho, o policiamento deve permanecer reforçado até pelo menos amanhã. "Quando a gente sentir que está voltando à normalidade, começamos a diminuir a intensidade", explicou.

Nada anormal. A cidade recebeu policiais de Santos, Cubatão e das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), de São Paulo. "A situação não é tão anormal. O que aconteceu foram alguns fatos graves e depois um monte de boatos que não repercutiram em nenhuma ação de ataque ou escola ameaçada", disse Messina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.