Cientista político vê lentidão de prefeito em hora crítica

Para o diretor executivo do Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS), Geraldo Tadeu Monteiro, a dificuldade de reagir de maneira mais imediata em momentos de necessidade é uma característica do prefeito de Niterói que já se tornou folclórica na cidade. "Ele é notívago e nunca conseguiu ser pontual. Quando fazia campanha, por exemplo, marcava um comício às 16 horas e só aparecia às 19h", lembrou o cientista político.

, O Estado de S.Paulo

09 Abril 2010 | 00h00

A demora, neste caso, pode ser prejudicial para Jorge Roberto Silveira. Segundo o cientista político, a presença do governante numa situação crítica como essa tem um aspecto simbólico importante.

"Demonstra que ele está assumindo a responsabilidade e legitima o trabalho das equipes de resgate. A demora e a inação, com certeza, vão ser negativas para a imagem do Jorge Roberto. Embora suas avaliações sejam positivas, ele deve perder muito nesse episódio", avaliou diretor executivo do IBPS.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.